Crítica do filme Kingsman: O Círculo Dourado

Em 2015 Kingsman foi lançado despretensiosamente e agradou público e crítica. Agora em Kingsman: O Círculo Dourado a pergunta é se conseguiu se equiparar ao primeiro. Confira!

Em Kingsman: O Círculo Dourado outros atores de peso foram chamados. A continuação de Kingsman: Serviço Secreto mantém a mesma fórmula de agentes secretos que matam e mesmo assim tem uma posturam de lordes. No caso agora, com a ajuda dos Statesman, de cowbowys. Explico!

No novo filme, o Círculo Dourado (que dá o título ao filme) consegue descobrir vários agendes da Kingsman e tenta liquidar com todos. E como foram poucos que sobraram, eles precisam de ajudam, e recorrem aos Statesman, agência de inteligência dos EUA. Assim como os Kingsman prezam pelos lordes ingleses, o Statesman prezam pelos cowboys norte-americanos. 

Eu acho que o filme acertou em cheio. Manteve a mesma graça do primeiro. Diria até que foi levemente melhor. Eu achei o vilão do segundo filme mais interessante que do primeiro, mas isso é puro gosto pessoal. O Anderson acha que foi o mesmo nível os dois filmes.

Mas de todo jeito, foi positivo. Novas manobras, novas aventuras, mas a mesma essência. Um filme que mantém a mesma essência do primeiro, e mesmo assim trás inovações é um grande mérito para Hollywood!

Ele trás surpresas, trás bons efeitos e trás uma história amarradinha. Além das cenas de ação, claro! Esse é o tipo de filme que eu adoro. Vou ver, rever. Ótimo para dobradinhas (ver o primeiro e o segundo) sem se decepcionar. Finalmente! Estava em falta um filme assim.

E claro, as participações especiais (oi Elton John!) estavam INCRÍVEIS.

O maior acerto foi e continua sendo sua originalidade. Talvez agora não 100%, pois o público já espera um filme não “politicamente correto”. Mas isso não deve (ao menos não deveria) gerar menos apreço. Afinal, é uma continuação, e não um remake (fica a dica).

Kingsman: O Círculo Dourado
Duração: 2h e 21min
Direção: Matthew Vaughn
Elenco: Taron Egerton, Colin Firth, Channing Tatum, Halle Berry, Julianne Moore, Mark Strong, Elton John, Jeff Bridges, Pedro Pascal, Edward Holcroft, Emily Watson e Hanna Alstrom
Nota: 4,5/5

Confira a crítica de Kingsman: Serviço Secreto

helgawtakeno

Vim para Indaiatuba em 2010 e me apaixonei pela cidade. Sou cinéfila, jornalista, designer gráfica, trabalho com mídias sociais também. E sou nerd com muito orgulho. Espero que gostem da minha visão sobre Indaiatuba e meus conselhos sobre filmes, culinária, e o que mais vier. Esse blog é feito com muito carinho ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *